Reprimem com penas carcerária a administradores de redes Wi-Fi em Cárdenas

14ymedio, Cardenas | Outubro 31, 2014

Forte segurança estado operacional impediu ativistas quinta-feira e os jornalistas independentes para testemunhar o julgamento, a partir de duas horas, Foi realizada no Tribunal Municipal contra cinco jovens Cardenas que instalaram uma extensa rede wi-fi na localidade, tal como confirmado pela 14ymedio Leticia Ramos, jornalista freelance expulso da sala e deteve brevemente.

Os réus, Não média 30 anos, tenham sido objecto de uma queixa apresentada por Cuba Radio Company. Eles são acusados ​​de atividade econômica ilegal, infracção nos termos do artigo 228.1 Código Penal, passível de uma pena de três meses a um ano de prisão. Se correr como agravante o uso de materiais ou meios de origem ilícita, a pena é de um a três anos de prisão, que o confisco de bens utilizados, além.

A promotoria não conseguiu provar que “nenhum dos servidores foi roubado, nem tinha entrado ilegalmente no país”, comenta a 14ymedio uma pessoa que participou do julgamento e pediu que seu nome não fosse publicado.

O caso já havia sido anunciado no jornal local Porcos último 26 Junho e havia grande expectativa para os resultados.

Os acusados ​​foram presos durante uma operação policial impressionante em junho passado, quando foi desmontado uma rede que os materiais audiovisuais recebido a partir da Internet e distribuído através de redes sem fios.

Naquela hora, Porcos refirió que um indivíduo, “por trás da fachada de um amador, múltiplas antenas implantados em casa”. A nota na imprensa oficial advertiu que tais ações promovidas “circulação e consumo de materiais alienante audiovisual”.

Várias pessoas foram apanhados tomando notas e foram expulsos do tribunal. Fontes próximas aos familiares dos acusados ​​informou que o Ministério Público pediu altas multas e confisco permanente de todo o material apreendido. Porém, réus tinha cinco meses na cadeia aguardando julgamento.

O julgamento de ensaio foi conclusivo para, esperando por você nos próximos dias, a comunicação acusou receber sobre suas convicções.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *