Tremer ditaduras. Google se cada USAID, Facebook, Microsoft e Yahoo para trazer a Internet para todos.

Google é uma parceria com a Agência dos EUA. Desenvolvimento Internacional (USAID) e do Departamento para o Desenvolvimento Internacional, Reino Unido (DFID) para criar uma nova coalizão chamada Aliança pela Internet acessível. O grupo, que foi lançado oficialmente na segunda-feira, inclui mais de 30 Membro, entre ello Facebook, Microsoft y Yahoo y Tim Berners-Lee, el inventor de la World Wide Web.

Se eu fosse um ditador totalitário e meu poder dependia de controle da informação estaria lendo com interesse esta crônica de uma morte anunciada. A expansão e os objetivos econômicos das majors de informação entraram em conflito direto com estes regimes e isso não é segredo para ninguém. O se adaptam a perecem. A singularidade do totalitarismo é inevitável.

(CNNMéxico) 07 Outubro 2013 - O acesso à internet é muito caro nos países em desenvolvimento, principalmente como resultado de políticas públicas que dificultam a concorrência, Segunda-feira viu uma nova organização apoiada por gigantes da indústria, como o Google, Facebook, Yahoo! o Microsoft.

A Aliança para a Acessibilidade Internet, Ele lançou sua campanha em Abuja, Nigéria, persegue “mercado de alta velocidade aberta, competitivo e inovador” a fim de tornar a Internet mais acessível, especialmente na África, onde apenas uma 16% da população tem acesso à rede.

Um dos inventores da teia, Tim Berners-Lee, Britânico e agências norte-americanas para o desenvolvimento, e Facebook também apoiar esta nova organização.

“Não há nenhuma razão válida para a exclusão digital permanece”, Tim Berners-Lee disse em uma declaração, observando que a infra-estrutura e tecnologia necessária para se conectar a países pobres, em muitos casos, estão já desenvolvido.

“O verdadeiro obstáculo hoje são políticas e leis que impedem a concorrência e manter os preços em um nível inacessível. E a Aliança vai eliminar essas barreiras”, adicionado.

O objetivo da Aliança é estabelecida tarifas de internet inferiores ao 5% salário mensal globalmente.

Em 2012, os habitantes dos países desenvolvidos gastaram, em média, 1.7% de sua renda mensal para o acesso à internet de alta velocidade, enquanto nos países em desenvolvimento esse número chegou a 30.1%, de acordo com esta nova organização.

Com reportagem de AFP.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *